Frances Ha: uma aula de carreira e vida

Temos  sempre aquela certeza que tudo o que sonhamos até agora para nós profissionalmente deve acontecer de uma maneira ou de outra. Bem argumenta o artigo “Why Generation Y is so Unhappy“, redigido pelo Huffington Post neste mês: nós, jovens de 20 e poucos anos, acreditamos que somos muito mais especiais que todos que nos cercam – e quebramos a cara ao sair da bolha faculdade-estágio-casa e cair no mercado de trabalho.

Frances-Ha-film-still-3

O filme Frances Ha é justamente sobre isso. Frances é uma mulher de 27 anos, aluna de dança contemporânea sem muito talento em uma companhia em qual tenta – sem muito sucesso – ser efetivada como bailarina. Ela mora com a melhor amiga, Sophie, em um apê em NY. Com grana pra nada, mas com muito tempo livre para pintar e bordar, a personagem vivida por Greta Gerwig (atriz sensacional que fez o também ótimo filme Lola Versus) dança e perambula pela cidade ao som de Modern Love, do Bowie (♥ ♥ ♥), tentando entender o porque sua carreira não decolou ainda.

Todas nós somos um pouco Frances: pode ser que não vivemos o exemplo tão extremo de “27 e nunca trabalhei” na vida, mas estamos todas colocando os pés na terra, tentando enxergar uma terra firme boa para apoiar o corpo e seguir em frente com a sonhada estabilidade de vida. Enquanto isso, vamos pirando um pouco na batatinha e vamos inventar 102812 projetos para seguir a vida – pintura de quadros à dedo, bicos de DJ, marcas de moda não muito promissoras, criação de bijoux e por aí vai.

5f2b0a9d1b96b0bae4bb830f90fbd831

Justamente aí reside o perigo: a oportunidade que você tanto esperou mora ao seu lado  e você não vê porque estava cego somente com seu plano A de vida ou com a grama do vizinho, que parece estar muito melhor profissionalmente que você. Outro dia, Gabi, uma das minhas melhores amigas, teve uma epifania em uma conversa: “Não planejo mais nada nessa vida. A gente planeja e se frusta”. E é isso aí: a oportunidade pode estar a seu lado, mas você não vê porque está completamente cega com aquele cargo sonhado na empresa X ou Y.

Provando a teoria, Frances, conseguiu ver à duras penas, que carreira é assim mesmo: muito suor, lágrimas e esforço diário para chegar no seu auge profissional. Inicialmente, ela ignorou  a oportunidade de secretariado que a diretora da escola de dança tinha a oferecido – “trabalho duro, trabalho de quem não tem nível superior, eu sou uma grande bailarina e blablablá Whiskas Sachê”. E, é, não teve muito jeito –  ela acabou aceitando, depois de muita surra da vida, o cargo que a dona da Companhia a ofereceu. Justamente aí, quando ela colocou o rabo entre as pernas, que sua carreira (veja só) decolou.

FRANCES-HA-poster-clean

Tira uma hora e meia do seu dia e vai ver esse filme, amiga. Estamos todas precisando desta aula.

Advertisements

2 thoughts on “Frances Ha: uma aula de carreira e vida

  1. Eeei, eu não sou contra planos! Faço muitos deles, é importante ter um norte, só não os sigo! 🙂 Mas de fato, as oportunidades certas chegam na hora certa, quer você espere ou não. E fiquei toda vaidosa de ter sido citada hihihi parabéns pelo blog, morsa ❤

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s